Uma investigação inglesa concluiu que os europeus da Idade Média alimentavam-se melhor do que os de hoje, não obstante terem uma vida mais difícil. Os povos medievais trabalhavam uma média de 12 horas em serviços braçais, tinham de enfrentar doenças infecciosas provocadas pela falta de higiene, todavia consumiam “mais peixes, frutas, vegetais, grãos e especialmente muito pouco açúcar refinado”, segundo o site da Globo. 

Já os europeus actuais sofrem as consequências do estilo de vida moderno – ansioso e preguiçoso – “com muito mais produtos industrializados e muito menos esforço graças aos controlos remotos, escadas rolantes e elevadores”. 

Um cidadão medieval consumia em média 3500 calorias por dia, provavelmente o mesmo que os cidadãos ocidentais modernos, no entanto “o tipo de alimentação e nível de sedentarismo” eram diferentes.

Anúncios