Novo medicamento contra a depressão

pode estar para breve 

Já se conhecida os benefícios do exercício físico no combate à depressão. Mas cientistas americanos da Universidade de Yale vão mais longe. Acreditam que no futuro a sensação de felicidade conseguida pela prática de exercício físico poderá ser obtida através de um comprimido, ainda “mais eficiente” do que os antidepressivos que existem no mercado. http://www.aspria.be

Publicado na revista científica Nature Medicine, o estudo mostra os testes feitos com ratos e a concentração dos investigadores numa determinada área do cérebro – hipotálamo, onde foram identificados os genes mais estimulados durante a prática de exercício físico. O gene VGF foi destacado por produzir uma substância química semelhante a um antidepressivo. 

“Ao administrar o VGF, percebemos que ele funciona como um antidepressivo poderoso e ao inibi-lo, interrompemos ao mesmo tempo os efeitos provocados pelos exercícios induzindo comportamento depressivo nos ratos”, diz Ronald Duman, professor de psiquiatria da Universidade de Yale e líder do estudo.

Anúncios