Federer continua imbatível 

O número 1 do mundo em ténis masculino, Roger Federer, ganhou este domingo o título do Masters Cup de Xangai,http://www.abc.net.au/ na China, ao derrotar na final o espanhol David Ferrer.

Federer continua no topo da classificação do ténis, tal como tem acontecido nos últimos três anos, com 1445 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o espanhol Rafael Nadal. As suas receitas pessoais chegam agora aos dez milhões de dólares.

Nesta temporada, o tenista suíço arrecadou oito troféus, entre os quais três Grand Slams: Australian Open, Wimbledon e US Open. No total, conquistou 42 títulos, entre eles 11 Grand  Slams, ficando muito próximo do recorde de 14 Grand Slams de Pete Sampras.

Em entrevista ao diário italiano La Stampa, Federer revela-se muito motivado: “Posso ser ainda mais espectacular. (…) Sempre admirei Agassi e Sampras por terem vencido tanto por tanto tempo e quero imitá-los.”

Roger Federer começou a jogar ténis aos oitos anos e chegou a ser apanha-bolas no Torneio de Basileia (Suíça), a sua cidade natal. Em criança, o seu ídolo era Boris Becker, mas o seu jogador favorito é Pete Sampras. Tornou-se jogador profissional em 1998, tendo começado com o primeiro lugar no ranking mundial de juniores. 

http://www.roger-moore.comA sua actividade não se fica pelo desporto. Em 2003, criou a Fundação Roger Federer para ajudar as crianças desfavorecidas da África do Sul. Participa também em acções de promoção do desporto para os mais jovens e é embaixador do ténis. Nos tempos livres, gosta de estar na praia, jogar cartas ou ténis de mesa. É um adepto ferrenho do FC Basileia.

Revistas como a People Magazine ou a Vogue elegeram Federer como o “homem mais sexy do mundo”. Aos 26 anos, é um dos desportistas mais conhecidos e admirados do mundo, e um dos atletas mais requisitados para promover marcas a nível mundial. 

Advertisements