Um estudo da Universidade Cornell, em Ithaca, nos Estados Unidos, revela que o Chocolate teve origem há 3100 anos, na América Central, ou seja, meio milénio mais cedo do que se pensava.

Os investigadores descobriram resíduos de teobromina – um componente encontrado naChocolates árvores de cacau – em fragmentos de vasos datados de 1.100 a.C. e encontrados durante uma escavação no sítio arqueológico de Puerto Escondido, no Ulua Valley, nas Honduras.

Num artigo publicado ontem pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences, os cientistas dizem que “as primeiras bebidas de cacau consumidas em Puerto Escondido eram produzidas com a fermentação da polpa doce que cerca as sementes”.

O estudo sugere que os nativos americanos fermentavam a polpa do fruto para fazerem uma bebida semelhante à cerveja, usada para festejar ocasiões especiais como nascimentos e casamentos.

A semente do cacau era muito importante para os nativos de parte do México e da América Central, antes da chegada dos europeus. O grão era usado como moeda na sociedade Asteca e a bebida espumante de chocolate era fundamental na vida social e nos ritos destes povos.

No século XVI, os colonizadores renderam-se às delícias deste doce e levaram-no para a Europa, onde desenvolveram a poderosa indústria do chocolate.

Anúncios